Divulgação Conmebol

Sorteio da Libertadores foi realizado em Carlos Barbosa (RS). Clubes brasileiros não se enfrentam na primeira fase

Anfitrião da Taça Libertadores da América de Futsal 2018, o Carlos Barbosa realizou, nesta terça-feira, o sorteio dos grupos da competição, que acontece entre os dias 22 e 29 de abril no Centro de Eventos Sérgio Luiz Guerra. O time gaúcho está no grupo A, ao lado de Boca Juniors-ARG, Colo-Colo-CHI e Club CRE-BOL. Já o grupo B tem o Joinville ao lado de Cerro Porteño-PAR, Panta Walon-PER e Caracas-VEN. Fechando a formação das chaves, o grupo C tem Sorocaba, Leones de Nariño-COL, Bocca-EQU e Nacional-URU. A tabela será divulgada na quarta-feira.

A Libertadores 2018 terá a mesma fórmula de disputa da última edição, que ocorreu no Peru, em 2017 – Carlos Barbosa foi o campeão. Na primeira fase, os times jogam em turno único contra os adversários do grupo. Avançam às quartas de final os dois primeiros colocados de cada chave e os dois melhores terceiros lugares.

Esta não será a primeira vez que o Carlos Barbosa será anfitrião de uma competição internacional. Em 2012, a cidade gaúcha recebeu a Copa Intercontinental (Mundial Interclubes), e a ACBF ficou com o título.
Brasileiros analisam chaves

Campeão da Libertadores do ano passado com o Carlos Barbosa, o fixo João Salla falou sobre o favoritismo de jogar em casa e der ser detentor do título.

– Quem quer ser campeão, não tem que escolher adversário, não tem que querer fugir de ninguém Independente do time que formos jogar temos que entrar concentrados ao máximo para buscar as vitórias e assim o o nosso objetivo dentro do torneio, que é o título. Acredito que somos um dos favoritos ao título, por sermos os atuais campeões, por jogarmos em casa, mas tudo isso é na teoria, na prática tudo se iguala e temos que dar nosso melhor – comentou o jogador.

Ulisses Castro

Libertadores movimenta o calendário de três clubes brasileiros: ACBF, Joinville e Magnus

Pelo lado do Joinville, o fixo Grillo preferiu ser mais comedido na análise dos adversários do grupo B. Ex-jogador do Atlântico Erechim, ele afirmou conhecer bem apenas o Cerro Porteño.

– É cedo para falar, conhecemos pouco sobre as equipes. O Cerro que sabemos um pouco. Mas analisaremos as demais. Não tem jogo fácil. E temos mais três jogos pela LNF antes da Libertadores, então vamos aproveitar para chegar o mais preparado para a competição continental – comentou.

Divulgação Magnus

Kevin, atleta do Magnus, aponta equilíbrio na composição dos grupos da Libertadores de Futsal

Campeão por duas vez do torneio, o ala Kevin, recém convocado para a seleção, analisou a chave da sua equipe, o Sorocaba.

– Ficou um sorteio equilibrado com os principais países com um time forte em cada grupo. Será bom retornar a Carlos Barbosa e será bom jogar novamente a Libertadores. Fui campeão ano passado e em 2011, no torneio disputado no Paraguai. O que precisamos fazer é estar bem concentrado e fazer o nosso jogo -destacou.