Em jogo emocionante, com dois expulsos e decidido apenas na prorrogação, o Atlântico Erechim confirmou vaga na decisão da Supercopa de futsal ao bater o Joinville, por 3 a 1 no tempo-extra, após empate em 2 a 2 no tempo normal. O jogo foi disputado nesta sexta-feira, na Arena Sorocaba, casa da competição que dá ao campeão uma vaga na Libertadores.

Com o resultado, o time gaúcho enfrenta o Sorocaba, que bateu o Horizonte por 1 a 0. A decisão do troféu acontece no domingo, às 11h, novamente na Arena Sorocaba, no interior paulista. Antes, às 9h, os dois perdedores jogam pelo terceiro lugar.

Guilherme Mansueto

Jé marcou o gol de empate do Atlântico que levou a partida para a prorrogação

O jogo

O primeiro jogo da noite começou movimentado e dando trabalho aos goleiros Willian e Careca. Mas mesmo com chances para os dois lados, a rede demorou a balançar. O Joinville ficou com um a menos em quadra com a expulsão de Bruno, dando chance para Kleber marcar o primeiro já na etapa final.

Nos últimos cinco minutos, o jogo esquentou. Careca fez pênalti e foi expulso. Eka bateu, mas Ângelo defendeu. No minuto seguinte, o próprio Eka aproveitou chute cruzado para empurrar e deixar tudo igual. A virada ocorreu no tiro livre de Bruninho. Os gaúchos não desistiram, e Jé ganhou de cabeça para empatar.

Na prorrogação, Selbach aproveitou jogada trabalhada com Keké e bate no cantinho para deixar a equipe gaúcha em vantagem. Novamente no tiro livre, Bruno voltou a empatar, agora em 3 a 3. Após muita confusão e a expulsão do técnico Vander Iacovino, Jé aproveitou nova sobra e soltou a bomba para marcar 2 a 1 Atlântico. No fim, o time gaúcho descolou o terceiro quando o JEC partiu para o goleiro-linha.