A delegação do Atlântico Erechim embarca na noite desta quarta-feira para São Paulo, onde na próxima sexta, dia 4, enfrenta o Corinthians pelo jogo decisivo das quartas de final da Liga Nacional de Futsal (LNF). Da partida, uma das duas equipes sairá classificada para as semifinais da competição.

A equipe vem trabalhando desde a última segunda-feira, em Erechim, em dois turnos. Os dois últimos trabalhos em solo gaúcho acontecem nesta quarta, um pela manhã e outro à tarde, antes da viagem.

Já em São Paulo, o time do treinador Paulo Mussalém fará dois trabalhos antes da partida, o primeiro deles na manhã de quinta-feira, dia3, e o segundo na manhã de sexta.

Edson Castro

Atlântico se prepara para duelo decisivo com o Corinthians

Conhecendo o adversário

Vários jogadores do atual elenco do Atlântico conhecem bem a equipe paulista. Um deles é o ala Vilian. Para ele, a equipe gaúcha precisa entrar em quadra na sexta, esquecendo da pressão especialmente do torcedor. “Eu como outros atletas do grupo conhecem bem a pressão da torcida deles, a qualidade da equipe, a maneira que eles jogam em casa, mas também não é muito diferente do que eles encontraram aqui. Temos que entrar em quadra e pensar no jogo, esquecer esta pressão externa, porque é ali, dentro da quadra que o jogo vai se decidir”, destaca Vilian.

Segundo ele, é preciso também chegar bem preparado para a decisão. “Não podemos mudar nossa atitude, tem que ser a mesma dos jogos anteriores, marcar forte, não deixar eles ficar com a bola nos pés, porque isso evitar o perigo de eles marcarem contra nós e trabalhar, focar nestes dias que faltam, ajustar o que é preciso, ver o que o professor Paulo (Mussalém – treinador), vai nos pedir e colocar isso em prática para tentar sair classificado de lá”, conclui Vilian.

O primeiro jogo entre as duas equipes terminou empatado em 2 a 2, em Erechim. Quem vencer agora, leva a vaga para as semifinais da Liga. Caso haja empate no tempo normal, a decisão se dará na prorrogação. Caso o empate se mantenha, decide-se a vaga então na cobrança de pênaltis.