Divulgação

Seleção Brasileira larga com vitória nos Jogos Olímpicos da Juventude

A tarde desta segunda-feira (08) entrou para a história do futsal brasileiro. Na estreia da modalidade em programas olímpicos por conta das Olimpíadas da Juventude em Buenos Aires, a seleção mostrou em quadra a tradição do esporte no país – sete vezes campeão do mundo entre os adultos. O Brasil venceu por 6 a 1 a Rússia. Os gols brasileiros foram marcados por João Victor (2x), Breno, Wesley, Yuri e Guilhermão. Os russos descontaram no final da partida com Fedorov. Inspirados pela visita dos tailandeses que ficaram duas semanas presos em uma caverna, os jovens homenagearam os heróis mirins na comemoração dos gols.

“Os meninos por conta da idade acabam ficando um pouco ansiosos, por isso foi importante sair ganhando na estreia. Tudo o que eles treinaram foi mostrado hoje em quadra. Nós sofremos mais quando eles passaram a usar o goleiro linha, isso durou quase todo o segundo tempo, uns 15 minutos. Isso desgasta muito fisicamente, mas os meninos conseguiram segurar bem a pressão”, disse Daniel Júnior, técnico da seleção.

Divulgação

Meninos tailandeses ensinaram os brasileiros a fazer o símbolo “Unidos no Coração”

A medalha do futsal no programa olímpico será definida em duas chaves de cinco times. Os dois melhores de cada grupo avançam direto para as semifinais. Nessa primeira fase o Brasil está no mesmo chaveamento de Rússia, Ilhas Salomão, Irã e Costa Rica. No outro grupo estão Argentina, Egito, Panamá, Iraque e Eslováquia. A final da modalidade está prevista para o dia 18, data também do encerramento dos Jogos Olímpicos. O SporTV2 irá transmitir a decisão do ouro a partir das 10h da manhã. As Olimpíadas para jovens servem como porta de entrada para novas modalidades no programa adulto e estão sendo transmitidas AQUI.

Unidos no coração

Na manhã desta segunda-feira a delegação brasileira de futsal encontrou com os 12 meninos que ficaram presos numa caverna na Tailândia. Os heróis mirins, além de bater uma bola com os brasileiros, ensinaram aos jogadores de futsal o sinal “unidos no coração”, uma marca dos Javalis Selvagens. Na comemoração do primeiro gol da seleção, João Victor fez o sinal – com as mãos – em homenagem aos sobreviventes.