Capitão da seleção da Argentina campeã do mundo, Fernando Wilhelm foi contemplado com a Bola de Ouro Fifa logo depois da decisão contra a Rússia, neste sábado, em Cali, na Colômbia. A prata ficou com o brasileiro naturalizado russo, Eder Lima, e o bronze com o iraniano Ahmad Esmaeilpour. O prêmio é dado ao melhor jogador da Copa do Mundo, sempre após o término da competição. Em 2012, quem levou o troféu foi o brasileiro Neto, autor do gol do título do heptacampeonato do Brasil, na Tailândia.

FIFA

Conquista pessoal além do título da Copa do Mundo

Essa foi apenas a segunda vez que um brasileiro não levou a Bola de Ouro desde que a Fifa começou a organizar os Mundiais de Futsal. A outra vez havia sido na primeira edição da Copa do Mundo, em 1989, quando o holandês Victor Hermans levou o prêmio. Desde 1992, o Brasil vem levando todas as premiações individuais de melhor jogador do mundo. Manoel Tobias (1996 e 2000) e Falcão (2004 e 2008) são os recordistas.

Autor de 12 gols no Mundial da Colômbia, Ricardinho levou a Chuteira de Ouro, dada ao artilheiro do torneio. A Luva de Ouro, dada ao melhor goleiro da competição, ficou com o argentino Nicolas Sarmiento, autor de defesas espetaculares na final. Por fim, o Vietnã faturou o prêmio de seleção mais disciplinada da Copa do Mundo 2016. O país asiático foi eliminado pela Rússia nas oitavas de final.

Todos os vencedores da Bola de Ouro FIFA

1989 – Victor Hermans (Holanda)

1992 – Jorginho (Brasil)

1996 – Manoel Tobias (Brasil)

2000 – Manoel Tobias (Brasil)

2004 – Falcão (Brasil)

2008 – Falcão (Brasil)

2012 – Neto (Brasil)

2016 – Fernando Wilhelm (Argentina)