Derrotado por 3 a 1 pelo Corinthians na rodada de abertura, o Cascavel voltou a jogar pela LNF neste sábado, contra o Pato, no Ginásio da Neva, em Cascavel (PR). Mesmo criando muitas chances, inclusive um pênalti perdido, a equipe do técnico Cassiano Klein foi superada por 2 a 0, gols de Chimba e William Peru. O atual campeão da LNF agora soma seis pontos em dois jogos contra zero ponto do rival desta noite. Os dois times voltam a jogar no dia 27, um sábado. O Cascavel pega o Atlântico, às 19h, em Erechim (RS). Já o Pato encara o Tubarão em casa, às 20h15.

Mauricio Moreira

Chimba abriu o caminho da vitória do Pato em Cascavel

Pato melhor no início

Mesmo atuando longe dos seus domínios, o Pato começou o jogo em cima do Cascavel. Com menos de cinco minutos jogados, o goleiro Alê Falcone já havia feito duas defesas difíceis. Aos 10, Vassoura arrancou pelo meio e bateu rente ao poste. Refeito do susto, o Cascavel chegou com perigo aos 12, em finalização de Pedala.

Aos 13, Edimar foi lançado na frente, e Djony saiu da meta para evitar o primeiro gol do time da casa. A cinco minutos do intervalo, o técnico Sérgio Lacerda lançou o reserva Chimba, e ele mostrou serviço logo na primeira jogada. Após dominar no meio, ele limpou a marcação e fuzilou para fazer 1 a 0 para o Pato, placar da etapa.

Mauricio Moreira

Partida ganhou ainda mais emoção no segundo tempo

Em desvantagem, o Cascavel voltou para o segundo tempo com uma postura mais ofensiva. Aos quatro, Jorginho foi puxado por William Peru na área, e o árbitro não hesitou em assinalar o pênalti. Na cobrança, Madson deslocou Djony, mas a bola pegou na trave e se perdeu pela linha de lado. Aos sete, Deivão carimbou o poste novamente.

Cinco minutos depois, Jorginho bateu cruzado, e Madson desviou do alcance de Djony. A bola saiu caprichosamente pela linha de fundo. Jogando nos contra-golpes, o Pato teve ótima chance para marcar o segundo aos 16, quando Villian serviu Tom na cara do gol. Só que a conclusão do camisa 18 foi para fora.

A três minutos do fim, o técnico Cassiano Kelin decidiu arriscar o goleiro-linha, colocando Madson na função. No primeiro erro de passe do Cascavel, William Peru chutou de longe e fez 2 a 0. Mesmo com o placar adverso, o time da casa não desistiu do jogo. Aos 18, Jorginho mandou uma bomba no ângulo, e Djony foi buscar. A sete segundos do fim, Humberto ainda foi expulso, após falta dura em Villian.