Herói da inédita conquista do Pato na LNF ao marcar o gol do título na prorrogação, Di María fez questão de dividir o mérito com os seus companheiros de equipe. Além de elogiar o grupo, o ala afirmou que todos em quadra se doaram pelos atletas que não puderam participar da decisão. Os ausentes foram o fixo Dudu, o ala Danilo Baron e os pivôs Robério e Thiago Gouvea, todos lesionados. Este último chegou a se aquecer com os demais jogadores antes de sentir uma lesão.

Mauricio Moreira

Di Maria marcou o gol do título do Pato na LNF 2018

“Esse grupo merece. Tem o exemplo do Thiago Gouveia, que foi para o aquecimento e acabou sentindo ali. Temos o Baron, o Dudu, o Robério… Cada um que entrou em quadra hoje se doou por eles. Foi o meu primeiro título de Liga Nacional, estou muito feliz, pois tenho 35 anos. O gol foi num lance que eu fiz o que eu tinha que fazer, o Allan se jogou, eu cortei e bati. Foi parecido com um dos meus gols em Pato Branco. Estou muito feliz”, disse o ala.

Nascido em São Luiz Gonzaga (RS), Henrique da Cunha Elgart “virou” Di María por conta da semelhança física com o craque argentino. Pai de dois garotos, o gaúcho até criou identificação com a seleção hermana após ganhar o apelido.

“Sou brasileiro acima de tudo, mas criei uma identificação com a Argentina. Quando não é o Brasil jogando eu torço por eles. Mesmo porque sou gaúcho e somos vizinhos da Argentina. Quando os meus filhos vêem o Di María na TV, eles falam: “Olha o papai”, contou.

Apesar da euforia pela inédita conquista da LNF, o Pato não terá muito tempo para comemorar. Na quarta, o time de Pato Branco enfrenta o arquirrival Marreco, da vizinha Francisco Beltrão, pelo jogo da volta da semifinal do Paranaense. Para o técnico Sérgio Lacerda, o time deve virar a chave para o Estadual o quanto antes.

Mauricio Moreira

Pato é campeão da Liga Nacional de Futsal 2018

“Acredito que em Pato Branco esteja uma festa maravilhosa, mas quarta-feira temos um jogo contra o Marreco, que ninguém aqui quer perder. Temos que comemorar só por hoje, porque queremos ganhar também o Estadual”, disse o treinador.

Sobre a partida deste domingo, Lacerda elogiou a postura dos seus comandados nos momentos em que o Pato atuou com goleiro-linha. “O que determinou a nossa vitória nessa final foi o goleiro-linha. Lançamos no transcorrer do jogo, porque nosso time não estava bem, com muitos atletas jogando abaixo da capacidade, então a gente apostou no quinto jogador e fomos premiados por termos sido o time mais competente da Liga Nacional”, comentou.