Jefferson Luis Correia Carpes, o Jé,  é considerado como um dos principais pivôs em atividade. Atualmente, o atleta defende as cores do El Pozo Murcia (ESP), e recentemente, fez parte do grupo que representou o Brasil na Copa do Mundo de Futsal FIFA, a qual acontece na Colômbia.

FIFA

Jé saiu de quadra na maca contra a Austrália

Campeão mundial e vice artilheiro da seleção com seis gols em 2012, desta vez, teve o sonho de mais um título adiado. Após uma primeira fase arrasadora, o Brasil, nos pênaltis, caiu diante os iranianos na fase de oitavas de final.

Segundo o pivô, um maior tempo de preparação contribuiria para o melhor entrosamento: “A parte coletiva, infelizmente, não funcionou. Nosso treinador não teve tempo para preparar a seleção, nós embarcamos para o Mundial com apenas um mês de trabalho. Isso acabou influenciando diretamente no resultado”, explicou.

Jé também aponta qual seleção pode ser a grande campeã de 2016: “Acredito que a Rússia será campeã, pelo fato de não terem perdido nenhum jogador e também por eles terem crescido bastante durante o Mundial”.

Sobre o futuro na seleção brasileira, o pivô afirma que vai manter seu trabalho e estará sempre à disposição: “Ainda acredito que eu possa jogar mais um Mundial e irei em busca de mais esse objetivo em minha carreira”, completou.