O início da temporada de competições foi quase cem por cento para o ala Johnny do Corinthians.  O camisa 11 alvinegro terminou a Taça Brasil de Clubes como artilheiro da competição com cinco gols marcados, porém a queda do time paulista na semifinal para o Atlântico/Erechim, deixou o jogador com um gostinho amargo.

José Delmo Menezes

Johnny marca Ciço em jogo da Taça Brasil

“Foi muito dolorida para mim essa eliminação na semifinal, queria muito disputar a final. A lição que fica é que deixou nossa equipe ainda mais fortalecida para o decorrer da temporada. Individualmente falando, claro que gostei da minha participação nessa competição, deu pra sentir o que é jogar com essa camisa de peso, mas queria mesmo era o título com os meus companheiros”, argumentou Johnny que, ao lado do experiente Vander Carioca, foi o destaque da Taça Brasil pela equipe paulista.

Entrosados após a primeira competição oficial de 2017, Johnny acredita que a equipe já tem uma ‘cara própria’. “O que vi e senti foi uma equipe com uma identidade própria, com muita qualidade individual e um grupo fortíssimo. Mesmo com as mudanças da temporada passada para esta, as peças se encaixaram muito bem, deu liga e sentimos isso desde o início da Taça Brasil. O time já está com a cara que o Bié nos pediu desde o início dos treinamentos, de ser um time que briga até o fim pelo resultado, que não desiste nunca”, avaliou.

No próximo sábado, dia 25 de março, às 12h (com SPORTV) o time já tem outra decisão: encara Carlos Barbosa na disputa pelo título da Supercopa de Futsal. “Para essa final vamos trabalhar forte essa semana, focados nessa final sábado que é disputado em um jogo único, o que requer ainda mais concentração.”

Adolfo Pegoraro

Johnny comemora gol