A família Lavarda esteve presente nos três títulos paranaenses do município de Pato Branco: em 1990, com o Grêmio Industrial Pato-Branquense, que venceu a Taça Paraná; em 2006, com o Atlético Pato-Branquense, que foi campeão da Série Ouro; e em 2017, com o Pato Futsal, levando novamente a Série Ouro. A importância dessa família para o futsal da região é tão grande que o nome do ginásio em Pato Branco não é mais Patão, e sim Dolivar Lavarda (falecido em 2005).

Adolfo Pegoraro

Luiz Sérgio Lavarda, presidente do Pato, e Ivo Dolinski, presidente do Marreco, antes do jogo da final, em Pato Branco

Luiz Sérgio Lavarda, o Lavardinha, filho de Dolivar, foi duas vezes campeão como jogador e uma agora como presidente. Ele ainda foi bicampeão da Série Prata com o Pato Futsal (2011 e 2016). “O Pato Futsal tem o DNA de campeão, é um time que nasceu para vencer. Estamos muito felizes com esse momento, pois desta vez foi contra o nosso maior rival. Temos que valorizar também o trabalho do Marreco, que fortalece o futsal em nossa região. Neste ano, essa rivalidade caiu nas graças dos torcedores de todo o Brasil e isso é muito importante para o Sudoeste”, disse Lavardinha, em entrevista à Rádio Educadora, de Francisco Beltrão.