Vitor Kortmann

Leco em ação pelo Joinville na decisão da Copa do Brasil

O fixo Leco, capitão do JEC/Krona e um dos jogadores mais vitoriosos do futsal brasileiro, disputou na noite desta quinta-feira a sua 16ª final com a camisa tricolor. O resultado da primeira partida da decisão, no entanto, não foi o esperado pelo jogador. Segundo ele, o JEC pecou pela falta de finalizações, especialmente no primeiro tempo.

“Num jogo como esse, você precisa martelar o tempo todo. Só começamos a finalizar mais no segundo tempo. Mas aí abrimos nossa defesa e pagamos caro por isso”, analisou.

O jogador disse não se abater pelo resultado, construído após o Joinville lançar o goleiro-linha. Para o camisa 8, o JEC precisa guardar apenas as coisas boas para a segunda partida, no dia 11, em São Paulo. “A gente sabe onde errou. Precisamos ficar atentos a estes erros e trazer só os acertos para o jogo em São Paulo. Sabíamos que a primeira partida não decidiria nada e continua assim. A final ainda está aberta”, afirmou.

Para conseguir o título, o JEC/Krona terá de vencer o Corinthians no tempo normal. Forçando o tempo extra, o Tricolor terá de vencer também na prorrogação ou nos pênaltis para ser o campeão.