Em seu primeiro jogo oficial após a morte do pivô Douglas Nunes, o Corinthians venceu, mas não saiu totalmente satisfeito. Estreando na Copa Intercontinental de Futsal, que acontece em Bangcoc, na Tailândia, o Timão fez 3 a 1 no Shenzhen Nanling, da China, igualando a pontuação do Barcelona, a outra equipe da chave. Como o Barça derrotou os chineses por 4 a 1 na segunda, os catalães jogam por um empate nesta quarta contra o Corinthians, partida com transmissão do SporTV2, a partir das 8h.

Divulgação

Fixo Batalha arrisca e para na defesa do ala Serginho Paulista

Caso não vença o Barcelona, o Corinthians terá que torcer para uma combinação de resultados nos jogos das outras chaves, já que, pelo regulamento da Copa Intercontinental, apenas o melhor segundo colocado dentre os três grupos avança à semifinal.

Corinthians domina o primeiro tempo

O Corinthians teve amplo domínio no início do jogo. Na primeira chance, Deives serviu Nenê, que tocou por cima do gol. Aos três minutos, Deives recebeu na frente, girou e bateu para fora. Um minuto depois, foi a vez de Daniel finalizar para a defesa de Zhui Bei. Pressionando bastante, o Timão esteve perto de abrir o placar aos oito. Só que o chute da Batalha parou mais uma vez no goleiro chinês.

Divulgação

Murilo em ação pelo Corinthians no Intercontinental de Futsal

De tanto insistir, o time brasileiro marcou aos nove, com Deives, contando com desvio em Ahmad. O Shenzhen mal teve tempo de respirar. Logo após a saída de bola, Nenê avançou sozinho e fez o segundo. Em desvantagem, a equipe chinesa passou a sair mais para o jogo. Aos 12, Esmaeilpour colocou Tiago para trabalhar pela primeira vez. Postado mais atrás, o Corinthians conseguiu ampliar antes do intervalo. Em cobrança de falta frontal, Murilo encheu o pé, e Zhui Bei aceitou: 3 a 0.

O segundo tempo começou com o Shenzhen Nanling indo para cima. Aos dois minutos, Zeng Liang concluiu com perigo. O Corinthians respondeu numa jogada de falta ensaiada, na qual Matheus serviu Rafa, que, por muito pouco, não marcou o quarto. Aos poucos, o Timão foi voltando a dominar o jogo, e, aos cinco, Rafa arrancou em velocidade e tocou para fora, na saída de Zhui Bei. Aos sete, o mesmo Rafa acertou o travessão.