Divulgação

Pato é campeão da LNF 2018

O Pato é campeão da Liga Nacional de Futsal 2018. Pela primeira vez na história, o time de Pato Branco conquista  a maior e mais tradicional competição da modalidade no país. O triunfo também marca a primeira conquista de um clube paranaense na LNF. A vitória foi conquistada na prorrogação diante do Atlântico, neste domingo (09/12), por 2 a 1, depois do time da casa vencer o jogo no tempo normal, pelo placar de 4 a 2.

A decisão da Liga Nacional de Futsal 2018 começou com tensão, vibração e equilíbrio. Atlântico e Pato marcaram forte, sem dar espaços. A primeira oportunidade de gol foi do Pato, em cobrança de falta de Di Maria, a bola desviou na zaga e saiu pela linha lateral. O Atlântico respondeu com Allan, mas Djony tirou com os pés.

O Atlântico saiu na frente do placar. Após chute cruzado na área, Keké completou para rede. O artilheiro da Liga Nacional de Futsal 2018 estava inspirado. Na sequência, após lançamento, Keké ajeitou com categoria e tocou por cobertura para marcar o segundo do Galo.

Aos 9 minutos, o Pato esboçou uma reação, por meio de Alemão, que balançou a rede para os paranaenses. Por outro lado, empurrado pela torcida, o Atlântico seguia ofensivo, explorando as jogadas com os pivôs Keké e Jé. Antes do intervalo, Café ampliou para o Galo.

A rede voltou a balançar no segundo tempo. Selbach recebeu passe dentro da área e bem posicionado, completou para rede. O Pato respondeu na sequência. Ernandes marcou o segundo da equipe e animou a torcida paranaense presente no ginásio.

O Pato insistiu nos minutos finais do tempo normal, com Ernandes na função de goleiro-linha, mas o placar não foi mais alterado, levando a disputa à prorrogação.

Prorrogação

Dois tempos de cinco minutos. O Atlântico jogava pela vantagem do empate por ter obtido melhor campanha na primeira fase do campeonato. Ao Pato só interessava a vitória. E foi pelo triunfo que o time de Pato Branco lutou até o fim. Ernandes abriu o placar no primeiro tempo da prorrogação. Antes do intervalo, Café, em cobrança de tiro-livre, empatou.

Nos cinco minutos finais da LNF 2018, o Atlântico passou a administrar a posse de bola e segurar o ímpeto ofensivo do adversário. No banco de reservas, Sérgio Lacerda orientava os jogadores de Pato e buscava a melhor solução para chegar ao gol. Até que no fim do jogo, Di Maria chamou a responsabilidade, limpou o marcador e concluiu na saída do goleiro para marcar o gol do título.

Ao final do jogo, os jogadores partiram em direção a torcida do Pato para comemorar. O fixo Alemão e o ala Danilo Baron ergueram o troféu de campeão, fazendo a festa com a torcida paranaense presente no Ginásio do CER.Atlântico.

O Pato também teve outros motivos para comemorar. Daniel Batalha foi eleito o melhor fixo da competição, enquanto Danilo Baron eleito o melhor ala esquerdo e o craque da LNF. Fora das quatro linhas, Sérgio Lacerda, foi eleito o melhor treinador do campeonato.