O pivô Sinoê chegou em Francisco Beltrão na noite de segunda-feira, dia 2, depois de cumprir agenda com a Seleção Brasileira na Colômbia, na conquista da Chave Norte da Liga Sul-Americana. Ele também participou de dois amistosos em Uberaba (MG) contra o Uruguai.

Na tarde de terça-feira, 3, o jogador já treinou com os demais companheiros do Cresol/Marreco, visando o jogo de sábado, dia 7, contra o Jaraguá, em Santa Catarina, pelo segundo confronto das oitavas de final da Liga Nacional de Futsal (LNF).

Adolfo Pegoraro

Sinoê entrega uma camisa da Seleção Brasileira para o supervisor do Cresol/Marreco Futsal, Ricardo Ronqui

Em cinco jogos com o Brasil, Sinoê marcou três gols. Em sua volta ao Sudoeste do Paraná, ele trouxe um presente para o Cresol/Marreco, o clube que acreditou em sua reabilitação, depois de dez meses sem jogar. “Estou trazendo uma camisa da Seleção Brasileira para deixar na sala do clube, em um quadro, como lembrança. Mas o meu maior agradecimento eu faço dentro de quadra, com resultado”, comenta o artilheiro da equipe na temporada com 21 gols.
“O Sinoê foi o primeiro jogador do Marreco a ser convocado para a Seleção Brasileira. Isso é muito importante para o clube, que está apenas começando a sua trajetória em nível nacional”, afirma o supervisor do Marreco, Ricardo Ronqui.