LNFS

Ferrão comemora gol contra o ACCS

Os atuais campeões, Barça e Inter FS, certificaram a sua qualificação para as quartas-de-final da UEFA Futsal Champions League depois de bater o francês ACCS por 2-1 e o ucraniano Kherson por 4-2, respectivamente. Os dois representantes espanhóis estarão na Final a Oito de Minsk, que será disputada entre 28 de abril e 3 de maio.

O Barça teve que voltar contra o ACCS no Palau e Marcenio evitou por baixo dos palitos 43 segundos do fim que o jogo foi para a prorrogação com o goleiro francês. O time parisiense começou na frente com um gol de ponta de Edu após uma cobrança de falta de Ortiz. O tiro do extremo brasileiro com passaporte do Azerbaijão dentro da área surpreendeu Dídac Plana aos 9 minutos.

O sérvio Aksentijevic tornou-se o grande protagonista da primeira parte, travando todos os ataques da equipa do Andreu Plaza, que se viu obrigada a pedir a morte antes do bom arranque dos gauleses. A seleção parisiense teve boas chances graças a N’gala ou Lutin, que mandou uma bola para o poste. Pouco antes do intervalo, Ferrão recebeu passe de Dyego, virou para Ortiz e com o pé esquerdo, o pivô brasileiro fez o empate.

No segundo tempo, o atual campeão europeu voltou a culminar na reviravolta contra a equipe de Jesús Velasco. Dídac Plana evitou o segundo gol da França com grande defesa em um chute de Ortiz. O gol da vitória veio a cinco minutos do fim. A recuperação defensiva de Daniel que abriu para Marcenio e o atacante brasileiro ajudou Ximbinha, que derrotou Aksentijevic e fez o 2×1 na final. Com Ortiz jogando cinco, Ricardinho teve a última chance.

Inter FS sofre até o último minuto para vencer Kherson

A equipa de Tino Pérez não viu nada claro sobre o triunfo ou a qualificação para as quartas de final da Liga dos Campeões até ao último minuto, quando Kherson, tão competitivo no duelo e inocente no final, entregou à equipa madrilena por 3-2 com uma derrota da bola quando especulou com um jogo de cinco e com uma extensão que, naquele momento, parecia inevitável (4-2).

No primeiro tempo, Dani Saldise marcou de cabeça na cobrança de escanteio de Borja Díaz. Com o aluguel mínimo, na retomada, os madrilenos tiveram inúmeras ocasiões para condenar, mas esbarraram em um grande Tsypun.

Zvarych empatou e Borja Díaz colocou o Inter novamente na frente, mas Pola desviou um escanteio de Shoturma e marcou na própria baliza por 2 a 2, surpreendendo Jesús García. Após um tempo debitado de Kherson, André Brocanello optou pelo jogo de cinco para tentar surpreender ou, na falta, forçar a prorrogação.

O duelo não chegou lá, porque um grave erro em um passe de Sorokin foi aproveitado por Cecilio para fazer um gol vazio e desencadear a vitória apressada do Inter, condenado momentos depois com o 4-2 do goleiro Jesús García, um dos as figuras indiscutíveis da reunião.