João Paulo Benini

Intelli Tempersul comemora a classificação contra o Taboão

A João Paulo Benini celebra a vaga para a semifinal da Liga Paulista de Futsal (LPF), mas ciente de que o placar de 4 a 0 frente ao Taboão, responsável pela classificação, não reflete nenhuma facilidade, mas, sim, as mesmas adversidades que o time terá a seguir. Agora, o adversário dracenense será o Taubaté.

O ala Dario, o pivô Vitinho e o técnico Bruno Silva falaram sobre a goleada em casa. Na avaliação dos dracenenses, o time soube “ler o jogo”, ou seja, aproveitar e explorar o momento difícil do Taboão, quando teve Tom expulso

– Na partida de ida, demos muitos contra-ataques, então hoje ficamos mais precavidos, principalmente no tempo inicial. No segundo (tempo), arriscamos mais, inclusive com a entrada do Marcelinho, que mudou a dinâmica do jogo, e fomos felizes nas finalizações – comentou Bruno Silva.

Autor do primeiro gol, Dario destacou a forte marcação feita pelos visitantes na etapa inicial, o que reduziu o poder ofensivo do Intelli Tempersul. Diante disso, o ala ressaltou a importância da equipe ter aproveitado, por meio de seu gol, os minutos que o Taboão esteve com um a menos como punição pelo cartão vermelho.

– O Taboão fez uma marcação bem baixa, e isso dificultou nossas finalizações no primeiro tempo. Depois, eles tiveram um jogador expulso, e conseguimos deslanchar.

Já para o pivô Vitinho, o gol feito por ele, o último da goleada, teve uma sensação de alívio ainda maior, uma vez que suas duas primeiras tentativas pararam na trave.

– Parecia aquela noite que a bola não queria entrar. Foram duas na trave até sair o meu gol. Fico feliz em ter ajudado a equipe. A gente gosta de jogos decisivos. Agora o papo é semifinal.

Segundo a assessoria da Intelli Tempersul, o primeiro duelo, fora de casa, está marcado para segunda-feira (30), e a volta, em casa, para a sexta (4). Nesta quinta (26), o elenco ganhou folga.

João Paulo Benini

Técnico Bruno Silva também avaliou a partida