Cinco anos. Foi este o tempo que o torcedor do Jaraguá Futsal esperou para ver o próprio time em uma semifinal da Liga Nacional. Foram momentos angustiantes, com eliminações precoces para um clube que ostenta quatro títulos na história da competição. Mas a espera acabou neste domingo, dia 10 de novembro de 2019.

Iully Ribeiro

Jaraguá garantiu a classificação jogando fora de casa

Com a classificação, o próximo obstáculo na caça ao pentacampeonato será, nada mais nada menos, que o campeão da última edição da LNF, o Pato Futsal. O primeiro confronto acontece já no próximo sábado (16), na Arena, enquanto a decisão pela vaga à final será no dia 23, no Paraná. Os horários ainda serão confirmados pela organização.

Depois de vencer o jogo de ida por 4 a 2, em casa, o aurinegro fez valer a vantagem do empate na volta das quartas de final. Mesmo saindo atrás do placar, teve o brio necessário para buscar o empate em 1 a 1 contra o Tubarão, na Arena Estener Soratto, e cravar um lugar entre os quatro melhores do país.

“É muita felicidade. Éramos o lanterna da Liga faltando quatro rodadas para o fim da primeira fase e muitos acharam que não íamos classificar. Mas esse grupo foi escolhido a dedo pelo Ferretti, é bom lembrar dele também, e hoje estamos entre os quatro”, destacou João Guilherme, autor do gol jaraguaense.

Iully Ribeiro

Jaraguá segue a luta pelo pentacampeonato da LNF

Na outra semi, duelam Joinville – que eliminou o Corinthians – e Magnus – algoz do Campo Mourão. Avança quem vencer as duas partidas ou somar uma vitória e um empate.

No caso de dois empates ou vitórias alternadas, o desempate acontece em uma prorrogação com dois tempos de 5 minutos, onde o Pato joga pelo empate por ter feito melhor campanha na primeira fase (8º contra 12º).

O jogo

Digno de um clássico catarinense, Jaraguá e Tubarão fizeram um jogo pegado, intenso e de muitas oportunidades durante todo primeiro tempo.

Mesmo com a vantagem do empate, o time jaraguaense não se resguardou e criou boas chances ofensivas. As melhores vieram nos três minutos iniciais pelos pés de Costelinha e Jé, mas Julio impediu ambas praticamente em cima da linha.

Iully Ribeiro

Tubarão e Jaraguá travaram um duelo equilibrado

Do outro lado, o Tubarão transformou a necessidade da vitória em maior volume nas ocasiões de gol e depois de parar em, pelo menos, seis grandes defesas de João Neto, a equipe da casa conseguiu marcar quando o empate se encaminhava para o intervalo.

Em cobrança de escanteio faltando 26 segundos, Dieguinho chutou forte para dentro da área, João Neto tentou cortar, mas a bola bateu em Fernando e entrou: 1 a 0.

Segundo tempo

Diferentemente da etapa inicial, o segundo tempo foi mais truncado. Porém, as chances continuaram aparecendo de ambos os lados. O time mandante quase ampliou logo nos primeiros segundos, quando Jean Gaúcho driblou João Neto, mas finalizou para fora.

Já o Jaraguá foi letal em sua primeira chance. Aos 3 minutos, Fernando roubou a bola no ataque, avançou pelo meio e serviu João Guilherme na ala esquerda, que bateu colocado no canto direito para empatar.

A partir daí, o aurinegro ficou bem fechado na defesa e levou perigo em rápidas jogadas de contra-ataque. Pressionado pelo resultado, os donos da casa foram para o abafa, mas esbarravam em um paredão chamado João Neto.

Restando seis minutos para o fim, o time do Sul do Estado foi para o tudo ou nada colocando Dieguinho como goleiro-linha, mas quem começou assustando foi o Jaraguá, em chutes de Éder e João Guilherme que pararam no goleiro Henrique.

Nos últimos segundos, o Tubarão quase chegou ao empate, mas a noite era de João Neto que fez dois milagres consecutivos e segurou o empate para sacramentar a classificação do Jaraguá.