Franz Mendes

Equilíbrio marcou o duelo.

O Juventude vai precisar se superar para buscar classificação na Copa do Brasil de Futsal. Pela rodada de ida da primeira fase, neste sábado, o time douradense perdeu para o Umuarama por 4 a 1 no Ginásio da Unigran, que está em fase final de reformas e adequação para a disputa da Liga Nacional de Futsal.

Para avançar, o Juventude precisa vencer a partida de volta no próximo sábado (15), na casa do adversário, por qualquer placar, e levar a disputa para a prorrogação. O classificado enfrenta na segunda fase quem avançar de APAEFS e Pato Branco Futsal, o time paranaense em vantagem por ter vencido a ida por 9 a 0.

Gols

O confronto entre Juventude AG e Umuarama Futsal foi digno de duas equipes que estão também na LNF e começou com golaço logo no primeiro minuto. O goleiro Léo Oliveira, em noite inspirada, tentou o lançamento para o pivô Ronaldo pelo alto. Do outro lado, Bigode saiu em falso e foi encoberto. Aos poucos, os douradenses se recuperam dos golpes e foram em busca do empate. Com seis minutos de bola rolando, a pressão na saída de bola resultou no erro do Umuarama e Du aproveitou para igualar o placar em 1 a 1. Depois, muita movimentação e chances para os dois lados, mas nada de gols até o intervalo.

A partida voltou no segundo tempo no mesmo ritmo, com o Juventude AG criando mais oportunidades, parando duas vezes na trave e em excelentes defesas de Léo Oliveira. Do outro lado, o Umuarama também perdeu chances e viu a bola explodir na trave de Bigode. O equilíbrio do jogo seguiu até que, faltando cinco minutos para o fim, Jackson fez valer a habilidade de um pivô clássico, girou em cima da marcação e bateu no canto de Bigode, recolocando o Umuarama na frente no placar.

Imediatamente após o gol, o técnico Lucas Chioro chamou tempo e reorganizou o Juventude AG com o goleiro-linha. A tática para tentar buscar o empate, porém, parou em um erro da arbitragem que não marcou uma falta de Augusto em cima de Du. Max aproveitou a sobra da bola e, da sua quadra, tocou para o gol vazio. Desestabilizado pelo lance, o JAG manteve o sistema e, em um erro na troca de passes, Augusto aproveitou e marcou o quarto gol paranaense, fechando o placar em 4 a 1.