Yuri Gomes

Magnus e Corinthians fizeram outro grande jogo na final da LNF 2020

No segundo jogo da grande decisão da LNF 2020, o Magnus bateu o Corinthians por 3 a 0, em Votorantim e coroou uma campanha espetacular. O time comandado por Ricardinho fora da quadra e por Rodrigo dentro dela, conquistou o bicampeonato da competição, mas desta vez de forma invicta e com o melhor ataque. O capitão, autor de dois gols na decisão, ainda terminou como artilheiro do campeonato.

Na metade do primeiro tempo, o Corinthians havia estourado a quinta falta. Um número que ajuda a explicar a intensa marcação imposta em quadra pelas duas equipes. O gol do Magnus saiu exatamente de um tiro livre. Rodrigo chutou, Obina fez a defesa, mas a arbitragem sinalizou que o goleiro se adiantou. Na segunda tentativa, o fixo colocou a bola na rede. Em busca do empate os visitantes obrigaram também os donos da casa a fazerem a quinta falta. Com mais cuidado, principalmente nos contatos de corpo a corpo, não houve mais nenhuma infração e o intervalo terminou com a vantagem mínima laranja por 1 a 0.

Mesmo com o intenso calor no ginásio, o ímpeto foi o mesmo com pouco espaço e muita marcação dos dois lados. O Corinthians tentava com Jackson em chutes de longa distância, mas Lucas Oliveira sempre esteve atento e fez grandes defesas. Restavam 12 minutos quando o Magnus chegou a quinta falta. Na sequência, no entanto, foi o Magnus que ampliou logo após a expulsão de Murilo. Com um a mais em quadra, a superioridade terminou em pênalti. Na cobrança, o capitão Rodrigo fez o segundo dele, e se isolou na artilharia da LNF com 15 gols. O Timão colocou Jackson de goleiro linha. O camisa 6 teve a chance de descontar em um tiro livre, mas a bola bateu na trave. Em um contra-ataque, Marinho fez o terceiro que selou o bicampeonato do time de Sorocaba.