Catarinense que gosta de pagode, apreciador do churrasco, vascaíno e fã do Edmundo. Eis um misto das preferências de Marcinho, goleiro do Tubarão, nascido em Joinville, Santa Catarina.

Bem longe do interior catarinense, o jogador conheceu o lugar mais bonito entre inúmeros que visitou ao longo da carreira. “Shymbulak, no Cazaquistão. Foi na temporada 2007/2008 quando joguei pelo Kairat e tive a oportunidade de ir nessas montanhas de gelo que é bem conhecida por lá”, recordou.

Enquanto a bola não rola, o goleiro se vira para manter a forma em casa. Para a função específica, o período de ausências das atividades normalmente tem um efeito ainda maior. Mas, por coincidência, quando questionado a recordar o maior jogo da carreira, ele lembra de um quando lançou mão da habilidade com os pés, atuando como mais um homem de linha.

Iully Ribeiro

Goleiro Marcinho também se destaca jogando com a bola nos pés

“Final da Taça Brasil 2004 – Malwee x Carlos Barbosa. Ganhamos da grande seleção de Barbosa que tinha acabado de ser campeã mundial, e na Taça Brasil, com uma quadra muito escorregadia, o Ferreti já me colocou com 5min do 1º tempo, quando estávamos perdendo, para poder jogar com vantagem numérica no ataque. E viramos ganhando o jogo por 11 a 9. Foi um jogão.” Recorda.

No currículo do goleiro já está o título da LNF pelo Jaraguá, em 2005. Prestes a voltar a jogar pela quarta vez seguida vestindo a camisa do Tubarão, ele sonha repetir o feito, que seria inédito para o clube catarinense.

“Conquistar um título nacional pelo Tubarão Futsal, pois estou indo para a quarta temporada e sei de como a equipe vem crescendo ano a ano e o sonho de todos que lutam pelo futsal tubaronense desde seu início do projeto”, finalizou.

Iully Ribeiro

Marcinho sonha conquistar a LNF pelo Tubarão

Curiosidades de Marcinho

Cidade que nasceu: Joinville/SC

Lugar mais bonito que visitou: Shymbulak, no Cazaquistão. Foi na temporada 2007/2008 quando joguei pelo Kairat e tive a oportunidade de ir nessas montanhas de gelo que é bem conhecida por lá.

Estilo de música favorita: Samba e pagode. Desde criança escuto esse tipo de música.

Cantora/Banda favorita: Alexandre Pires e Exaltasamba. Músicos das antigas, mas que até hoje estão em evidência.

Comida Favorita: Churrasco em família, domingão com uma maionese. Antigamente minha mãe tinha esse costume, e hoje ainda repetimos.

Um lugar: Casa do pai, meu porto seguro sempre, além de ser minha terra natal

O que faz no tempo livre: Com três filhos em casa, as brincadeiras com eles são as melhores coisas

Jogo para esquecer: Tubarão x Intelli em 2018, dia que estava tudo ruim. Nada deu certo.

Título mais importante que conquistou: Liga Futsal em 2005. Foi o primeiro título nacional do Jaraguá e pude jogar e ajudar na maioria dos jogos pela Malwee, que particularmente se tornou ainda mais importante por poder contribuir.

Ídolo no esporte: Edmundo. Via os jogos dele pelo Vasco em 1997, ganhou praticamente um brasileiro para o meu Vasco da Gama.

Ídolo no futsal: Goleiro Franklin. Quando subi do juvenil para o adulto no Jaraguá, ele era o goleiro do time e da seleção, eu me espelhava muito nele.

Sonhos de Criança: Ser jogador de futebol ou futsal. Esse sonho para quem gosta muito de bola acredito que seja o mesmo, como foi o meu e tive o prazer de poder realizá-lo.