O ala direito da ACBF, Mithyuê, anunciou seu desligamento do clube. Ele recebeu convite e aceitou jogar no futsal chinês para defender a equipe do Zhuhai Ming Shi, da cidade chinesa Zhuhai, uma das mais populosas do país com 1,6 milhões de habitantes. Agora, Mithyuê irá trabalhar com o técnico brasileiro Marcos Soratto, o “Pipoca”, e segue para a China com o ala esquerdo Jamur – seu primo, que estava atuando na Copagril, do Paraná.

Ulisses Castro

Mithyuê está a caminho da China

Mithyuê chegou em Carlos Barbosa no dia 9 de janeiro de 2017. Jogar na ACBF era projeto pessoal e na equipe permaneceu por três temporadas. A adaptação foi perfeita e ele se identificou muito bem com a cidade. “Encerro um ciclo, mas acredito que minha história no clube não termine aqui. Saio deixando as portas abertas e com muita admiração, afeto e respeito pelo clube”, disse.

Devido a lesão na clavícula, que o tirou dos últimos compromissos do time, Mithyuê não poderá fazer seu jogo de despedida com a camisa da ACBF. Ele viaja ao continente asiático já no dia 3 de outubro.

Nestes quase três anos na ACBF, Mithyuê ajudou o clube ganhar cinco importantes títulos ampliando a sala de troféus com a Supercopa, três Libertadores da América e uma Liga Gaúcha de Futsal. No período disputou 107 jogos. Foram 75 vitórias, 16 empates e apenas 16 derrotas.