Nascido em 20 de dezembro de 1996, o pivô Douglas Cappa, de apenas 23 anos, está vivendo um excelente momento no Marreco em 2020, sendo um dos grandes destaques da equipe de Francisco Beltrão na Liga Nacional. Além das boas atuações no time do técnico Serginho Schiochet, Douglas Cappa fez dois gols na vitória por 3 a 1 contra o Blumenau, segunda, 14, no Arrudão. Ou melhor, foram dois belos gols, que renderam muitos elogios dos torcedores beltronenses nas redes sociais. Ontem, ele marcou mais dois contra o Joinville, mas o Marreco perdeu por 3 a 2.

Douglas Cappa nasceu em Santiago (RS), mas começou a jogar futebol de campo aos 10z anos de idade em Bento Gonçalves (RS), no Esportivo de Bento. Aos 16 anos, subiu para o profissional, mas não foi muito bem aproveitado, o que lhe rendeu uma dispensa. Sem baixar a cabeça, ele aproveitou a oportunidade para fazer um teste no Bento Gonçalves Futsal (BGF) e foi aproveitado. Em 2017, ele foi o artilheiro da Liga Gaúcha de Futsal com 29 gols marcados pelo Bento Gonçalves, com direito a troféu de revelação do campeonato.

“Quando tive essa possibilidade de trocar o campo pelas quadras, vi uma grande oportunidade para manter o meu sonho de ser um jogador profissional. Então eu agarrei essa oportunidade. Foi difícil no começo, não é fácil se adaptar ao futsal depois de fazer a base no futebol”, comenta o jogador, que jogou no Atlântico de Erechim (RS) em 2018 e 2019, sendo campeão da Taça Brasil e Gaúcho e vice-campeão da Liga Nacional.

Agora, no Marreco, pela primeira vez no futsal paranaense, Cappa valoriza mais uma vez a oportunidade. “Fico feliz que as coisas estão dando certo. Por mais que a gente seja uma equipe nova, que muitos desacreditavam no começo desse projeto, a gente vem mostrando que temos condições de desempenhar um bom papel na Liga Nacional”, complementa o jogador.

Adolfo Pegoraro

Douglas comemora primeiros gols pelo Marreco