A parceria entre a Intelli Temérsule o ex-São Carlos (também ex-Orlândia e Paraíso) precisa, primeiramente, esperar os reflexos da atual pandemia passarem para tentar fazer história no futsal do país. Entretanto não é apenas nessa modalidade já bem conhecida que ficarão as pretensões. Nesta semana, foi anunciado que a parceira se estendeu das quadras para os esportes eletrônicos, e a equipe passará a ser representada também, a partir deste semestre, no futebol virtual.

A iniciativa nasceu por meio de um dos diretores da Intelli Temérsul, Frank Trevizan, adepto dos e-sports. Recentemente, ele foi convidado por uma equipe que competia com o nome de Vírus do Pes e levou a proposta até os demais responsáveis pela união das marcas nas quadras, que aceitaram abraçar a modalidade virtual, como explicou Frank.

Arte

Equipe apresentou o símbolo que representará a parceria no futebol virtual

Com a extensão da parceria definida, o nome oficial da nova equipe de e-sports será Intelli E-Football X11, dando ênfase ao nome da empresa de fundição, especializada na fabricação de matérias elétricos, que mantinha o antigo São Carlos e uniu-se com o Dracena no começo deste ano (relembre aqui).

O diretor e atleta virtual da equipe do Oeste Paulista também comentou a importância de levar a marca até os novos públicos, uma vez que o futebol virtual vem se profissionalizando pelo mundo e ganhando apoio, sobretudo, de equipes tradicionais dos gramados.

No Brasil, o movimento de parcerias não tem sido diferente, e o representante dracenense ainda destacou que ele acredita em uma iniciativa pioneira no país entre as equipes profissionais de futsal.

– A profissionalização foi crescendo neste ano, e a brincadeira foi virando coisa séria. Mas vemos as equipes do futebol de campo apoiando. Pelo que me lembro, nenhuma equipe do futsal havia entrado até aqui. Acredito que possamos ser a primeira.

Facebook divulgação

Confederação Brasileira da modalidade organiza o nacional, que tem início em 18 de julho

Disputa importante chegando

Mas, sendo ou não pioneiros, os representantes da parceria já aguardam a primeira participação em uma competição federada, marcada para começar no dia 18 de julho.

O campeonato é organizado pela Confederação Brasileira de Futebol Digital e Virtual (CBFDV), que anuncia a participação de 128 equipes, mais de 3 mil jogadores – de 26 estados e do Distrito Federal –, além de R$ 30 mil em prêmios.

Pelo E-Football do PES (especificação do jogo e da plataforma, respectivamente), a equipe competirá pela categoria (também chamada de modalidade por alguns participantes) X11, que entrou no novo nome oficial do time. Nela, cada uma das 11 posições em campo fica com um jogador. Assim como no futebol real, os integrantes do elenco disputam posição.

As equipes são compostas, normalmente, por cerca de 25 integrantes. A Intelli E-Football X11 tem 26 atualmente. No nacional, entrarão equipes parceiras de times conhecidos dos torcedores, como Fortaleza, Ponte Preta e Bangu.

Instagram Divulgação

Em uma de suas redes sociais na internet, parceira do Dracena divulga a entrada da marca nos e-sports