Adolffo Pegoraro

Fabinho Gomes, novo técnico do Marreco comandou ontem à tarde, no Ginásio Arrudão, seu primeiro treino nesta sua terceira passagem pelo clube beltronense.

Ivo Dolinski, presidente do Marreco, apresentou para a imprensa na manhã de ontem, 5, o novo técnico da equipe, Fabinho Gomes, campeão da Copa do Brasil 2020 pelo Dois Vizinhos. Essa já é a terceira passagem de Fabinho pelo Marreco. Ele comandou o time em 2013/2014 e 2016/2017. Antes, em 2008 e 2009, ele foi técnico do Beltrão Futsal, logo após ter levado a Intelli para a semifinal da Liga Nacional, em 2006. Fabinho estava no Dois Vizinhos desde 2018, assumiu a equipe na Série Prata do Paranaense e entregou o Galo entre os melhores da Série Ouro.

“Todo treinador é movido a desafios. Muitas pessoas me perguntaram por que eu fui trocar um time que está no G4 do Paranaense por um time que está no Z4. A resposta é essa, é um grande desafio. Como eu conheço muito bem o Marreco, sei como trabalhar aqui, isso me dá uma experiência muito grande”, declarou o treinador.

“Agora vou conversar com os jogadores para buscar resgatar a confiança do grupo”, completou Fabinho Gomes, que estreia no comando do Marreco no dia 15 de maio, em casa, contra o Toledo, pela Série Ouro. Pela Liga Nacional, o primeiro jogo também será no Arrudão, contra o Juventude de Dourados (MS), dia 23 de maio.

Três jogadores afastados

Segundo Ivo Dolinski, três jogadores foram afastados do grupo e não devem mais jogar no Marreco Futsal: os alas Beto e Café e o fixo Silva. “A gente viu alguns jogadores que não estavam rendendo e resolvemos afastar. Agora vamos em busca de reforços, que serão avaliados pelo Fabinho. A diretoria está fazendo a sua parte, se o resultado não vem, é preciso tomar uma atitude. Todos os atletas estão recebendo boas condições de trabalho, precisamos de mais comprometimento.”