A Copa Libertadores da América de Futsal inicia no próximo domingo, 22. A competição será realizada em Carlos Barbosa, a Capital Nacional do Futsal, que irá receber 12 equipes de 10 países.

Clique aqui e garanta seu ingresso para a Copa Libertadores de Futsal.

A partir de hoje, iremos apresentar um breve histórico de todos os participantes da maior competição interclubes do continente. Começamos com as quatro equipes do Grupo A, que tem: Associação Carlos Barbosa de Futsal (ACBF), Club Atlético Boca Juniors, da Argentina, Club Social y Deportivo Colo-Colo (Colo-Colo), do Chile e a Cooperativa Rural de Electrificación (C.R.E.), da Bolívia.

ACBF

A Associação Carlos Barbosa de Futsal (ACBF) tem 42 anos é uma história de paixão entre a cidade e o esporte. O clube nasceu em abril de 1976, da união de River e Real, equipes que disputavam e rivalizavam uma competição local. O nome escolhido foi para promover a cidade e a cor escolhida para representar o time, foi a laranja, tendo como inspiração da Laranja Mecânica, da Holanda, na Copa do Mundo, em 1974.

Após 20 anos de batalha em busca do título estadual, em 1996, o sonho de meninos atletas agora, se tornou real. O tempo passou e os títulos aumentaram, só de estadual foram mais 11 vezes. Além disso, o clube cruzou o rio Mampituba, divisa com Santa Catarina, para conquistar o Brasil. A ACBF já foi campeã da Liga Nacional de Futsal cinco vezes, em 2001, 2004, 2006, 2009 e 2015, e também da Taça Brasil de Clubes, em 2001, 2009 e 2016.

A Laranja Mecânica da Serra também conquistou o mundo. Em 2001, o primeiro título. Em 2004, na Espanha, tornou-se a primeira equipe de futsal do planeta a ostentar o título de Campeã do Mundo, com aval da FIFA.  E, em 2012, a consagração do bicampeonato jogando em casa. Em termos continentais, são quatro títulos. 2002, 2003, 2011 e na última edição, em 2017, no Peru.

História recheada de títulos que também rendeu ao clube e a cidade de Carlos Barbosa, o título de Capital Nacional do Futsal, no Brasil.

Ulisses Castro

ACBF conquistou o Tetra da Libertares da América

Boca Juniors

O Club Atlético Boca Juniors é da capital da República Argentina, Buenos Aires. A instituição foi formalizada em 1905 e desde então, tem enorme reconhecimento do cenário continental e mundial pelos inúmeros títulos conquistados nos gramados. Na quadra, o Boca Juniors atua desde 1986. No início, o futsal era amador, mas a partir de 2010, a modalidade no clube passou a ser visto de maneira profissional, assim como no país, que através da sua seleção nacional levantou a taça de campeão mundial em 2015, tendo jogadores do Boca, na equipe.

Somado a era amadora com a profissional, o Boca Juniors soma 12 títulos do torneio nacional, o último deles na temporada 2017. Além disso, a equipe é bicampeã consecutiva da Supercopa de Futsal.

Em Copa Libertadores de Futsal, os xeneizes, participaram pela última vez em 2011, quando obtiveram seu melhor resultado ao serem eliminados na semifinal.

Divulgação

Boca Juniors, será o representante argentino em busca do título

Colo-Colo

O Club Social y Deportivo Colo-Colo, assim como tantos clubes da América do Sul, o Colo-Colo, do Chile, sediado na capital Santiago, tem sua fundação voltada originalmente para o futebol de campo. Nas quadras, os chilenos iniciam a gestão na década de 90.

Após anos de espera, o Colo-Colo, obteve duas grandes conquistas para sua história no futsal, ambas em 2017. A primeira, o Torneio Clausura, que levou a equipe para a disputa da Copa dos Campeões do Chile. Além do título, a competição dava o direito ao vencedor disputar a Copa Libertadores de Futsal. E o Colo-Colo sagrou-se campeão, ao derrotar seu grande rival do país, a Universidad de Chile.

Esta será a primeira participação em Copa Libertadores da América do Colo-Colo.

Divulgação

Colo Colo tenta dar ao Chile o primeiro título na história

Club C.R.E.

O representante da Bolívia é a Cooperativa Rural de Electrificación (C.R.E). O clube  foi fundado em 1991 e sua história pode ser dividida em duas partes. A primeira até intercalando acessos para a primeira e segunda divisão do futsal nacional e a segunda, fruto consolidação do projeto nos anos 2000 através Hugo Vargas, que tornou a equipe a maior referência do futsal. Prova disso estão nos títulos e no vasto número de atletas que constantemente são convocados para a seleção nacional.

Ao todo, 14 títulos nos chamados departamentos contínuos (competição local), um campeonato da segunda divisão, sete Copa Paz Del Chaco e sete títulos nacionais, o último deles no ano passado, o qual lhe garantiu a vaga para a Copa Libertadores da América de Futsal.

Em Copa Libertadores, o C.R.E, esteve em quadra em 2016, em Assunção, no Paraguai, quando na ocasião terminou na 5ª colocação.

Divulgação

Club C.R.E. disputa pela segunda vez a Libertadores de Futsal