O futsal do Corinthians caminha para disputar três títulos na temporada e pode superar 2016, quando foi campeão paulista e conquistou a inédita Liga Nacional. Hoje, o time do Parque São Jorge lidera o Estadual, está classificado para as oitavas de final da LNF e chegou pela primeira vez à final da Copa do Brasil. Ainda em setembro a equipe começa de vez as disputas para manter vivo o sonho das três taças na temporada.

Yuri Gomes

Alvinegro paulista segue firme na luta pelos títulos na temporada

Podendo fazer história no clube, o técnico André Bié revelou que não existe ‘priorizar competição’ entre os seus comandados e que a vontade é o combustível para brigar forte nas três frentes. “É aquela coisa de ambição. Você não escolher jogo, não escolher adversário. A coisa de querer mais e o olho brilhar pelas conquistas. E também saber que tem pessoas por trás, família, amigos, funcionários, torcedores e é por eles que a gente tem que jogar. Esse tipo de coisa a gente conversa muito no dia-a-dia e essa ambição de querer ser melhor e diferente, não só como atleta, mas como pessoa. Ganhar três títulos em uma temporada seria magnífico. Não porque você é maior que os outros, mas porque você alcançou seu objetivo. Traz uma sensação de que você está no caminho certo”, disse o treinador.

Com contrato renovado há menos de um mês, Bié assumiu como técnico do profissional em maio de 2016 para levar o Corinthians à glória, com os títulos do Nacional e do Paulista. Antes, ele viu de perto, o time bater na trave diversas vezes e considera que seu trabalho não foi melhor ou superior aos anteriores, mas que a equipe conseguiu quebrar a barreira mental que pesava no ‘fantasma’ que era a semifinal da LNF para o clube.

Divulgação Corinthians

André Bié comanda o Corinthians em grande fase na temporada

“É muito difícil falar o que faltou, porque a gente conhece o trabalho, que foi de extrema competência. Tínhamos um peso chamado semifinal. Desde a época do Lucas (Chioro) a gente combinou de não falar essa palavra aqui. De ultrapassar essa palavra, como se fosse um jogo normal, para encarar da forma mais natural possível. Mas esse ano (2015) que conversamos sobre isso, foi um banho de água fria, que tomamos um gol no último segundo”, contou o comandante.

Quando assumiu o profissional, Bié fez questão de continuar com a filosofia de seus antecessores, mas revelou o que acredita ter sido o diferencial para finalmente conquistarem a Liga. “A diferença foi feita pela torcida, pelo clube acreditar. Uma coisa que me chamou atenção foi a equipe muito mesclada, com muitos jovens, que eu conhecia da época da base ao lado de mais experientes. E houve um respeito mútuo, uma sinergia entre eles muito bacana que passou para a torcida e que deu certo”, afirmou.

O primeiro dos títulos que o Corinthians pode conquistar começa a ser disputado no dia 4 de outubro. Contra o Joinville, em Santa Catarina, o Timão tem a partida de ida da decisão da Copa do Brasil. A volta, no Parque São Jorge, acontece no dia 11 de outubro.