Pelo quinto ano consecutivo, o Cerro Porteño conquistou o título da Liga Futsal do Paraguai. E o goleiro Ederson Pereira da Silva Bruns, mais conhecido como Boca, que foi revelado pelo futsal de Jaraguá do Sul na época de ouro da Malwee, fechou a competição como um dos principais destaques da tradicional equipe local.

Divulgação

Goleiro Boca celebra título pelo Cerro Porteño

Além da campanha vitoriosa, finalizada contra o Olympia, Boca terminou como goleiro menos vazado e eleito o melhor da posição no campeonato. “São dois anos no Paraguai e este título reafirma meu trabalho fora do Brasil. A premiação, seja individual ou coletiva, é motivo de orgulho”, comentou Boca que mantém uma residência em Jaraguá e teve uma filha nascida na cidade.

Natural de Campo Mourão-PR, Boca jogou na base jaraguaense de 2004 a 2007, voltando a sua terra natal no ano seguinte, quando passou a atuar no adulto. Após quatro temporadas, ele retornou para o projeto do Jaraguá e ficou por Santa Catarina até o início de 2018, passando pelas equipes de Xaxim, Floripa, Blumenau e São Francisco.