Na Seleção dos Melhores da LNF, dois nomes do Joinville. De um lado, o melhor goleiro, do outro, o melhor pivô. A segunda melhor campanha na primeira fase, que acabou na semifinal da LNF diante do vice-campeão Corinthians, passa bastante pelas mãos de Willian e pelos pés de Dieguinho. Ambos permanecem no clube para 2021, quando, se tudo sair como o esperado, não somente o Coelho, mas todos os times terão um importante reforço fora de quadra para superar os adversários.

Juliano Schmidt

Willian foi líder em defesas na LNF 2020

“Esse ano tivemos muitos problemas, a torcida não pôde estar presente, mas deu muito carinho por mensagens nas redes sociais ou quando me encontravam. Isso me deixa cada vez mais motivado para defender essas cores. Vamos juntos em busca de mais títulos para o clube”, comentou o goleiro.

Willian impediu 202 vezes o Joinville de tomar gols na LNF. Se lá atrás ele contribuiu, lá na frente Dieguinho foi fundamental. Artilheiro em 2015 com 30 gols defendendo a Intelli, o pivô ficou em terceiro, com onze, atrás de Rodrigo e Deives na lista de goleadores deste ano na Liga. Um dos principais goleadores da equipe, assim como seu companheiro, entre os melhores da LNF, prorrogou o vínculo com o Joinville.

No ano que termina com o título estadual, o sétimo na história e uma boa campanha na principal competição do país, no clube há a perspectiva de coisas melhores para o ano que vem. Tanto que a diretoria, na semana passada, anunciou a permanência de oito jogadores para 2021 para tentar erguer o troféu conquistado em 2017.

“Muito importante para o grupo manter uma base forte para 2021. Esses atletas representam a mescla da juventude com a experiência. São três das categorias de base, que já sabem o trabalho que é realizado pelo Daniel Júnior com outros que foram contratados pontualmente por se encaixarem no perfil do treinador”, destacou Valdicir Kortmann, diretor de futsal do Joinville.